Hidratantes - uma introdução

Nesta época de frio, nossa pele sofre muito e sempre recorremos aos hidratantes, tanto para o corpo, como para o rosto. Você sabe como funciona o hidratante que você utiliza em casa? Sabia que tanto os componentes oleosos quanto os aquosos auxiliam na hidratação da pele?



O hidratante ou emoliente é um produto capaz de aliviar a secura da pele. Sinais de descamação ou aspereza na pele, presença de fissuras ou uma menor flexibilidade caracterizam a pele seca. E dois fatores podem ser os responsáveis por essa secura:

DESENGORDURAMENTO DA CAMADA CÓRNEA*: acontece quando o óleo da superfície da pele é retirado e o resultado disso é uma pele áspera e sem brilho, também podendo haver descamação.

DESIDRATAÇÃO DA CAMADA CÓRNEA*: É a perda da água que fica dentro de uma das camadas da pele. Os jovens possuem cerca de 15 % de água nesta camada e em pessoas com mais de 50 anos, a porcentagem cai para 7.

Como evitar a secura na pele?

Podemos deixar a pele mais hidratada fornecendo água, ou seja, bebendo água, evitando vento seco e clima frio, mantendo hábitos saudáveis, como não fumar e ter alimentação equilibrada, e evitar banhos quentes (mas como não fazer isso no inverno, né, pessoal?).

E se não for possível evitar e a sua pele estiver seca, o que fazer?

Sabendo que a pele pode ficar seca por causa do desengorduramento ou desidratação da camada córnea, podemos falar sobre os quatro mecanismos diferentes que um hidratante pode ter. E são eles:

  • Mecanismo de oclusão: utiliza substâncias que formam uma barreira de proteção na pele e não deixa perder a água contida na camada córnea, evitando a evaporação dessa água. Normalmente, os óleos e silicones são os responsáveis por esta ação.
  • Substâncias higroscópicas: tem o poder de atrair e reter água e, assim, manter a pele mais hidratada. Aqui estão os glicóis, glicerina, sorbitol, entre outros umectantes - componentes aquosos.
  • Hidratação ativa: utiliza substâncias que compõe naturalmente o Fator de Hidratação Natural (FHN) da pele, como os aminoácido, ureia e lactatos (por isso existem muitos cremes super hidratantes contendo ureia). É o FHN que protege naturalmente a nossa pele da perda de água excessiva, porém, se a pele desidratar, ela perderá componentes desse fator que acarretará na perda de água.
  • Fornecimento de água: pode ser através de água livre no produto ou substância formadoras de cristais líquidos, como, por exemplo, os ácidos graxos e álcoois etoxilados, derivados de celulose, polímeros, ceramidas, entre outros.

Lembrando que os hidratantes podem agir tanto através de todos esses mecanismos quanto utilizando quantos mecanismos forem necessários, inclusive apenas um deles. Isso irá depender de cada fórmula e de seu propósito.

E aí, todo mundo conseguiu entender como ocorre a desidratação da pele e como podemos tratá-la? Qualquer dúvida, deixem nos comentários.

Beijos,

Camila

* Camada córnea: camada mais externa da pele, presente na epiderme.
Previous
Next Post »

2 comentários

Write comentários
Carla
AUTHOR
terça-feira, julho 30, 2013 delete

Oi Camila. Primeiramente, parabéns pela iniciativa!
Tenho que hidratar mais minha pele =)
Gostaria de sugerir um post sobre limpeza de pele.
Tenho algumas dúvidas sobre o que realmente é efetivo.
Obrigada.

Reply
avatar
terça-feira, julho 30, 2013 delete

Olá, Carla. Muito obrigada.
Ótima a sua sugestão, irei anotar aqui. Obrigada.

Beijos

Reply
avatar