Limpeza de pele

Hoje irei falar um pouco sobre limpeza de pele profissional, aquela feita em clínicas estéticas. Este post foi uma sugestão de uma leitora, espero que eu consiga resolver algumas dúvidas. Então vamos lá.

Limpar a pele faz parte do ritual de cuidados diários. Nossa pele está exposta à poluição, restos de cosméticos, células mortas, micro-organismos, poeira, sebo e outros fatores, e, por isso, necessitamos limpá-la sempre. Mas algumas pessoas acabam recorrendo às limpezas mais profundas realizadas em locais específicos, geralmente feitas a cada mês.



A limpeza de pele, aquela feita normalmente em clínicas estéticas, segue, normalmente, os seguintes passos:
  1. Higienização: primeiramente, é preciso limpar bem a pele, passando demaquilantes e loções de limpeza, a fim de preparar a pele para os passos que vem a seguir. Esta etapa é uma limpeza tradicional no rosto, funciona como a que fazemos em casa, retirando a maquiagem e levando o rosto com algum sabonete ou gel de limpeza.
  2. Esfoliação: dependendo da pele a ser tratada, é feito uma "esfoliação", com a intenção de remover as células mortas na superfície da pele, fazendo uma limpeza um pouco mais profunda. Os produtos utilizados são aqueles esfoliantes que contém grânulos na formulação. O produto é aplicado na pele e espalhado em movimentos circulares, massageando as áreas específicas do rosto.
  3. Desincrustação ou Vapor: alguns profissionais utilizam produtos capazes de amolecer a camada superficial da pele e favorecer a retirada de cravos e espinhas. O produto mais utilizado para amolecer os cravos é a solução de trietanolamina. Entretanto, outros utilizam o vapor de ozônio com a finalidade de abrir os poros e facilitar a remoção dos cravos.
  4. Extração: depois dos cravos estarem devidamente amolecidos, são então retirados. Esta extração pode ser feita manualmente ou com um aparelho de sucção. Os cravos brancos podem ser retirados com uma microagulha esterilizada, por serem mais profundos. Lembrando que na etapa manual é muito importante manter a higiene, utilizando luvas para fazer o procedimento, pois bactérias podem entrar na cavidade dos cravos e causar inflamação, gerando as temidas acnes.
  5. Máscara calmante: a pele fica irritada depois do processo de extração e é preciso receber uma máscara calmante para recuperar a pele. Os produtos utilizados dependem de cada tipo de pele tratada. Normalmente são produtos contendo extrato de camomila e ativos calmantes, estruturados de forma a dar sensação de limpeza e frescor na pele.
  6. Produto final: para finalizar, o profissional aplica um produto de acordo com o tipo de pele da pessoa. Normalmente são produtos em cremes, para pele normal a seca, e em gel ou emulsão, para pele oleosa. Este último cosmético aplicado pode ter função hidratante, clareadora, calmante ou purificante, comumente contendo fator de proteção solar. Alguns aplicam algum tônico para controlar a oleosidade antes do produto final, geralmente tônicos adstringentes que são capazes de fechar os poros.
Observando esses passos, conseguimos notar que a limpeza de pele realizada em clínicas estéticas é um pouco mais profunda que a que realizamos em casa mesmo, pois há remoção de cravos. Mas não tem nada em especial. É boa para quem tem muito cravo. Mas a melhor forma mesmo é a prevenção, utilizando produtos específicos para a sua pele, indicados por um dermatologista.

Claro que cada clínica pode realizar alguma etapa diferente destas que citei, já vi algumas variações. Mas normalmente é este o roteiro seguido. Agora com relação aos produtos utilizados, a clínica pode optar por produtos de uma mesma linha ou marca, mas também selecionar os melhores produtos sem relacionar a sua limpeza de pele com uma marca de cosméticos específica. Uma marca que conheço e que possui uma linha profissional de limpeza facial é a ADCOS, mas existem muitas outras empresas que produzem kits com esta finalidade.

Eu sempre tive a pele oleosa, já fui em diversos dermatologistas em várias cidades diferentes e nunca um me indicou limpeza de pele em clínicas estéticas. Já fiz algumas vezes por conta própria, mas notei diferença temporária. A pele ficava mais lisinha por alguns dias após a limpeza, mas voltava ao normal logo depois. Era uma remediação temporária, não cortava o mal pela raiz.

E vocês, o que acham da limpeza de pele realizada em clínicas estéticas? Alguém passa por algum processo diferente deste que eu citei? Deixem aí nos comentários.


Beijos,

Camila


Foto: everystockphoto
Previous
Next Post »

3 comentários

Write comentários
Carla
AUTHOR
quinta-feira, agosto 15, 2013 delete

Muito obrigada pelo post! Pra ser sincera nem sabia desses passos, nunca fiz limpeza em clínica! Hahahah
Eu comecei umas duas semanas atrás a usar o esfoliante da asepxia e no meu caso (não tenho pele oleosa -- eu acho -- e tenho alguns cravos pelo nariz) percebi que funcionou bem pra caramba.

Reply
avatar
quinta-feira, agosto 15, 2013 delete

Imagina, Carla. Foi ótima a sua sugestão.
Então, sobre a esfoliação, ela é muito boa para remover os cravos superficiais.
Não acho que seja necessário fazer limpezas nas clínicas de estética, mas esfoliar a pele de vez em quando é ótimo.

Beijos

Reply
avatar
M@iz@
AUTHOR
sexta-feira, agosto 16, 2013 delete

Oi Camila gostei do post. Tenho pele mista e venho sofrendo com oleosidade na testa e não sei o que fazer para amenizar o problema.

beijos

Reply
avatar